Icelandic medicinal herbs #2 Red clover

imageedit_3_8482363250

Versão Portuguesa em baixo.

Red clover – Trifolium pratense

        Red clover has a sacred past; a plant of fortunate lineage was once praised by the Druids, and even used by St. Patrick himself to explain the Trinity to the Irish pagans. In combination with other herbs red clover was said to protect against the dark forces. Naturalized around the world this herb of Asian origins was introduced to the Western herbalism as an external treatment for skin cancers in a form of a cooked paste.

      Red clover has a great affinity for the body’s glands; making it a great remedy for swollen parotids (mumps), lymphatic congestion and other problems associated with swollen glands. Because of its great ability to help the body getting rid of toxins, it acts as a blood cleanser thus increasing the flow urine; it helps moving mucous out of the lungs; and also increases bile flow resulting in a mild laxative action.

     Because of red clover’s incredible capacity of removing waste from the body, combined with its ability to prevent the formation of abnormal cells, it has been acclaimed for treating cancers, in particular breast, prostate and lymphatic forms. Because we are talking about cancer there are some controversies involved with this claims.

imageedit_5_7591505330

Red clover & Phyto-oestrogens

     Red clover can help relieve menopausal symptoms due to its flavonoid content. Flavonoids are oestrogen-like chemicals present in some plants that help the body to maintain normal oestrogen levels during menopause, which can bring relief for those who experience hot flushes. Less known is the fact that these phyto-pestrogens can also act as anti-oestrogenics in the body, meaning that such chemicals can act as mediators, reducing the overall estrogenic effect when the levels present in the body are too high. Reasons why red clover has been used in the treatment of breast cancer.

  • Parts used – Flower heads
  • Harvesting time – Between May and September.
  • Actions – Alterative, expectorant, anti-spasmodic,
  • Indications – Blood cleanser; swollen glands; used to treat skin conditions like psoriasis and eczema in children. Used in coughs, especially Whooping cough, and bronchitis.

Important note: Do consult your doctor before you intend to use red clover. Also this herb should not be used in quantity for those taking blood thinning medication. Avoid during pregnancy.

imageedit_1_7085897564

Sources: 

  • Hoffmann, D. (1995). The new holistic herbal. New York: Barnes & Noble.
  • Anna Rósa Róbertsdóttir. (2011). Anna Rósa grasalæknir og íslenskar lækningajurtir. Reykjavík: Anna Rósa grasalæknir ehf.
  • Bruton-Seal J, Seal M. Hedgerow medicine. Ludlow: Merlin Unwin Books; 2008.
  • Wood M. The earthwise herbal. Berkeley, Calif.: North Atlantic Books; 2008.

Versão em Português

Trevo vermelho – Trifolium pratense

        O trevo vermelho, ou trevo do prado, tem um passado de origens sagradas; é uma planta de linhagem afortunada elogiada pelos Druidas e também usada por São Patrício para explicar a Trindade aos povos pagãos da Irlanda. Quando combinado com outras ervas o trevo vermelho era usado como protecção contras as forças malignas. Planta naturalizada à volta do mundo, o trevo é uma erva de origens Asiáticas que foi introduzida no Ocidente como tratamento externo de cancro de pele, usado então na forma de uma pasta cozinhada.

      O trevo vermelho é uma erva com grande afinidade pelas glândulas corporais; isto faz desta um óptimo remédio para inflamação das parótidas (papeira), congestão linfática entre outros problemas associados com a inflamações glandulares. Porque esta planta tem uma grande capacidade de eliminação de toxinas do corpo, actua como tónico depurativo limpando o sangue, daí aumentar a excreção de urina; ajuda também a mover expectoração/ muco dos pulmões; e aumenta ainda o fluxo da bílis criando um efeito laxativo suave.

      Esta planta é conhecida pela sua capacidade notória de remover toxinas do corpo, que em conjunto com as suas caracteristicas anti-neoplásticas previnem a formação de células anormais, daí a sua aclamação no tratamento de alguns cancros, nomeadamente cancro da mama, próstata e linfático. Mas por que é de cancro que falamos existe alguma controvérsia em torno deste assunto.

Trevo vermelho & Fitoestrogénios

     O trevo vermelho pode também ajudar a aliviar os sintomas da menopausa devido ao seu teor em flavonoides. Flavonoides são quimicos semelhantes ao estrogénio produzido pelo nosso corpo e estão presentes em diversas plantas. Estas substâncias ajudam o corpo a manter os niveis normais de estrogénio durante a menopausa, daí o alivio de sintomas como os afrontamentos (calores). Um facto menos conhecido é que os fitoestrogénios podem também ter um efeito anti-estrogénico no corpo,  actuando como mediadores reduzindo assim o efeito estrogénico quando este está presente em níveis elevados no corpo.  Este é o motivo pela qual o trevo vermelho tem sido usado no tratamento do cancro da mama.

  • Partes usadas – Inflorescências.
  • Colheita – Entre Maio e Setembro.
  • Acção – Depurativa, expectorante, anti-espasmodica,
  • Indicaçõess – Limpa o sangue; inflamações glandulares; tratamento de males de pele tal como psoríase e eczema em crianças. Tosse e em especial Tosse convulsa e bronquite.

Nota importante: Consulte sempre o seu médico antes de usar o trevo vermelho. Esta planta não deverá ser usada em grandes quantidades por pessoas sob medicação anticoagulante. Evitar durante a gravidez.

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s